História

por Interlegis — última modificação 16/05/2019 12h43
Uma árvore, um prédio e muitas histórias...

Um patrimônio histórico preservado, p prédio da Câmara de Vereadores do Salgueiro está situado à Praça Professor Urbano Gomes de Sá, nº 14, integrando uma das peças do conjunto arquitetônico no entorno da Igreja Matriz de Santo Antônio.

A Sede da Câmara, denominada "Casa Epitácio Alencar" é uma construção do século XIX que foi preservado pelo Decreto Municipal 006/2002 que estabelece o tombamento de diversos imóveis da cidade como patrimônio histórico.

Uma árvore, um prédio e muitas histórias... Há mais de 170 anos, uma criança foi encontrada debaixo de um Pé de Salgueiro, depois de dias perdida no meio da caatinga. Como promessa conferida ao Santo Antônio, sua mãe construiu uma capela no local onde o menino foi encontrado. A partir de então, nascia uma cidade. Fiéis começaram a habitar a região. A capela virou a Igreja Matriz. O menino Raimundinho virou o Major Raimundo de Sá e tornou-se o primeiro Intendente daquele próspero vilarejo que virou município. Ao lado da Igreja, o primeiro vigário residente em Salgueiro, Antônio Joaquim Soares, ergueu as estruturas do prédio que, inicialmente, funcionou a Intendência e abrigava um sótão utilizado como residência. O Intendente exercia uma função correspondente ao cargo de Prefeito e governava o município conforme as ordenações do Reino. Havia, paralelamente, um Juiz Presidente que comandava o termo judiciário. No entanto, as duas funções podiam ser legalmente exercidas por uma mesma pessoa, como foi o caso do primeiro Intendente: Major Raimundo de Sá Araújo, filho do fundador de Salgueiro, Coronel Manuel de Sá. Ainda no século XIX, Salgueiro tornou-se município independente de Cabrobó-PE, pela Lei Provincial nº 580 de 30 de abril de 1864. Com a Proclamação da República, em 1889, que empossou Marechal Deodoro da Fonseca como primeiro Presidente da República, logo após a nomeação do Intendente de Tenente Quincas de Sá, foi marcada a primeira eleição para Prefeito de Salgueiro que elegeu o Coronel Romão Filgueira Sampaio. Dessa forma, o prédio da antiga Intendência passou a abrigar o Poder Executivo. Já o Major Raimundo de Sá se destacou como o primeiro Presidente da Câmara Municipal.